Radio Nova Era
Últimos assuntos
» Conhecendo um pouco sobre Placa de Video
Qui Jul 15, 2010 2:15 pm por midller

» Forum Em Modificações
Qua Jul 14, 2010 12:41 am por midller

» Descobrindo se o HD tem Bad Block
Seg Jul 12, 2010 8:34 pm por midller

» Usando Nossa Marca em Outros Jogos Online!
Seg Jun 07, 2010 9:27 pm por midller

Top dos mais postadores
midller (81)
 
Amorim Junior (38)
 
almeidajr (33)
 
TokaMan (31)
 
Aislane Morena (20)
 
don miguel (19)
 
Lord PirI (18)
 
Bião023 (18)
 
Lipe13' (14)
 
Ginzu (10)
 


Conhecendo um pouco sobre Placa de Video

Ir em baixo

Conhecendo um pouco sobre Placa de Video

Mensagem por midller em Qui Jul 15, 2010 2:13 pm



Placas Gráficas


A função das placas gráficas é a de construir as imagens que são apresentadas nos monitores dos computadores. O conteúdo dessa memória está sempre a ser actualizado pela placa gráfica e por ordem do processador. Quanto mais memória de vídeo existir no sistema, melhor é a resolução e mais cores são possíveis de representar.





Características das Placas Gráficas ou de Vídeo
As placas de vídeo modernas são as do tipo SVGA (Super VGA), que por sua vez derivam das placas VGA. A diferença entre as actuais placas SVGA e as antigas placas VGA é o maior número de cores e maiores resoluções que podem utilizar. Além disso, as placas SVGA modernas possuem recursos avançados, como aceleração de vídeo, aceleração 2D e aceleração 3D.
A principal característica das placas SVGA é a obtenção de modos gráficos com alta resolução e elevado número de cores. Enquanto as placas VGA podiam operar com 256 cores apenas na resolução de 320x200, as placas SVGA do início dos anos 90 apresentavam 256 cores simultâneas nas resoluções de 640x480, 800x600 e 1024x768, desde que equipadas com quantidade suficiente de memória de vídeo. Para chegar a 1024x768 com 256 cores, é necessário 1 MB de memória de vídeo. Com 512 kB de memória de vídeo, é possível utilizar 256 cores até à resolução de 800x600. As placas SVGA produzidas a partir de 1994 passaram a utilizar 2 MB, 4 MB, 8 MB e 16 MB de memória de vídeo, podendo operar com um elevadíssimo número de cores e resoluções mais altas.
As primeiras placas VGA e SVGA utilizavam o barramento ISA, em versões de 8 e de 16 bits. Rapidamente surgiu o barramento VLB (VESA Local Bus). No final de 1993, surgiram várias placas SVGA VLB. Estas placas dominaram o mercado durante 1994 e até meados de 1995, passando a dar lugar aos modelos PCI. Depois da popularização do Pentium II, passaram a ter bastante sucesso as placas de vídeo com barramento AGP.
BIOS VGA
As placas de vídeo VGA e SVGA possuem uma memória ROM onde está armazenada a sua própria BIOS, conhecida como BIOS VGA. Em geral, tem o tamanho de 32 kB.
Memória de vídeo
Existe uma memória RAM nas placas de vídeo, conhecida como memória de vídeo. De um modo geral, quanto maior for a quantidade de memória de vídeo, maior será o número de cores que podem ser obtidas nas resoluções mais altas. As placas SVGA produzidas até 1993, na sua maioria, eram capazes de operar com no máximo 256 cores. Eram comuns os modelos de 256 kB, 512 kB e 1024 kB de memória de vídeo. O número de cores obtido em cada resolução depende da quantidade de memória de vídeo, como mostram as tabelas que se seguem:














Placa com 256 kB Placa com 512 kB Placa com 1024 kB













Resolução Cores
640x480 16
800x600 16
1024x768 4













Resolução Cores
640x480 256
800x600 256
1024x768 16













Resolução Cores
640x480 256
800x600 256
1024x768 256
As modernas placas SVGA suportam modos Hi-Color (65.636 cores) e True Color (16.777.216 cores), desde que possuam memória de vídeo em quantidade suficiente. Os requisitos de memória para os modos Hi-Color e True Color decorrem do facto de utilizarem, respectivamente, 16 bits (2 bytes) e 24 bits (3 bytes) por cada pixel. As tabelas seguintes mostram o número máximo de cores que podem ser geradas em cada resolução:














Placa com 1 MB Placa com 2 MB Placa com 4 MB













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 65.536
1024x768 256













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 16.777.216
1024x768 65.536













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 16.777.216
1024x768 16.777.216



Evolução das placas gráficas
Aceleradoras gráficas 2D (bidimensionais)
A partir de 1994, todas as novas placas SVGA passaram a ser aceleradoras gráficas. Até então, essas placas limitavam-se a exibir os dados existentes na sua memória de vídeo. Cabia ao processador o trabalho de construir as imagens, pixel a pixel. Os chips gráficos produzidos a partir de então passaram a ajudar bastante o processador na geração das imagens. São capazes de realizar sózinhos operações repetitivas, como o controle do cursor do mouse, preenchimento de polígonos, aplicação de ícones e outras tarefas típicas do Windows. Como essas operações são executadas por hardware, a velocidade da sua execução é muito maior que a obtida com o uso do processador.
Aceleradoras gráficas 3D (tridimensionais)
Visando obter gráficos tridimensionais com maior velocidade e maior realismo, principalmente para utilização em jogos, muitos chips gráficos novos passaram a realizar operações tridimensionais. Uma das principais funções desses novos chips gráficos é a aplicação de texturas sobre polígonos localizados no espaço tridimensional, tendo em conta a quantidade de luz, correção de perspectiva e outros factores complexos que, de outra forma, ocupariam muito tempo do processador. Graças a estes novos chips gráficos (que também aceleram os gráficos 2D), o processador pode ficar ocupado com os cálculos das coordenadas tridimensionais dos elementos da imagem, deixando o trabalho de preenchimento de cores e texturas para o chip gráfico. Com isso, a velocidade de geração das imagens é bem maior.
Exibição de vídeo, saída para TV e captura de vídeo
Muitas placas de vídeo modernas são capazes de exibir imagens provenientes de uma câmara ou VCR, sintonizar emissoras de TV e digitalizar as imagens provenientes dessas fontes, armazenando-as em arquivos.

Características das Placas Gráficas ou de Vídeo
As placas de vídeo modernas são as do tipo SVGA (Super VGA), que por sua vez derivam das placas VGA. A diferença entre as actuais placas SVGA e as antigas placas VGA é o maior número de cores e maiores resoluções que podem utilizar. Além disso, as placas SVGA modernas possuem recursos avançados, como aceleração de vídeo, aceleração 2D e aceleração 3D.
A principal característica das placas SVGA é a obtenção de modos gráficos com alta resolução e elevado número de cores. Enquanto as placas VGA podiam operar com 256 cores apenas na resolução de 320x200, as placas SVGA do início dos anos 90 apresentavam 256 cores simultâneas nas resoluções de 640x480, 800x600 e 1024x768, desde que equipadas com quantidade suficiente de memória de vídeo. Para chegar a 1024x768 com 256 cores, é necessário 1 MB de memória de vídeo. Com 512 kB de memória de vídeo, é possível utilizar 256 cores até à resolução de 800x600. As placas SVGA produzidas a partir de 1994 passaram a utilizar 2 MB, 4 MB, 8 MB e 16 MB de memória de vídeo, podendo operar com um elevadíssimo número de cores e resoluções mais altas.
As primeiras placas VGA e SVGA utilizavam o barramento ISA, em versões de 8 e de 16 bits. Rapidamente surgiu o barramento VLB (VESA Local Bus). No final de 1993, surgiram várias placas SVGA VLB. Estas placas dominaram o mercado durante 1994 e até meados de 1995, passando a dar lugar aos modelos PCI. Depois da popularização do Pentium II, passaram a ter bastante sucesso as placas de vídeo com barramento AGP.
BIOS VGA
As placas de vídeo VGA e SVGA possuem uma memória ROM onde está armazenada a sua própria BIOS, conhecida como BIOS VGA. Em geral, tem o tamanho de 32 kB.
Memória de vídeo
Existe uma memória RAM nas placas de vídeo, conhecida como memória de vídeo. De um modo geral, quanto maior for a quantidade de memória de vídeo, maior será o número de cores que podem ser obtidas nas resoluções mais altas. As placas SVGA produzidas até 1993, na sua maioria, eram capazes de operar com no máximo 256 cores. Eram comuns os modelos de 256 kB, 512 kB e 1024 kB de memória de vídeo. O número de cores obtido em cada resolução depende da quantidade de memória de vídeo, como mostram as tabelas que se seguem:














Placa com 256 kB Placa com 512 kB Placa com 1024 kB













Resolução Cores
640x480 16
800x600 16
1024x768 4













Resolução Cores
640x480 256
800x600 256
1024x768 16













Resolução Cores
640x480 256
800x600 256
1024x768 256
As modernas placas SVGA suportam modos Hi-Color (65.636 cores) e True Color (16.777.216 cores), desde que possuam memória de vídeo em quantidade suficiente. Os requisitos de memória para os modos Hi-Color e True Color decorrem do facto de utilizarem, respectivamente, 16 bits (2 bytes) e 24 bits (3 bytes) por cada pixel. As tabelas seguintes mostram o número máximo de cores que podem ser geradas em cada resolução:














Placa com 1 MB Placa com 2 MB Placa com 4 MB













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 65.536
1024x768 256













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 16.777.216
1024x768 65.536













Resolução Cores
640x480 16.777.216
800x600 16.777.216
1024x768 16.777.216

Evolução das placas gráficas
Aceleradoras gráficas 2D (bidimensionais)
A partir de 1994, todas as novas placas SVGA passaram a ser aceleradoras gráficas. Até então, essas placas limitavam-se a exibir os dados existentes na sua memória de vídeo. Cabia ao processador o trabalho de construir as imagens, pixel a pixel. Os chips gráficos produzidos a partir de então passaram a ajudar bastante o processador na geração das imagens. São capazes de realizar sózinhos operações repetitivas, como o controle do cursor do mouse, preenchimento de polígonos, aplicação de ícones e outras tarefas típicas do Windows. Como essas operações são executadas por hardware, a velocidade da sua execução é muito maior que a obtida com o uso do processador.
Aceleradoras gráficas 3D (tridimensionais)
Visando obter gráficos tridimensionais com maior velocidade e maior realismo, principalmente para utilização em jogos, muitos chips gráficos novos passaram a realizar operações tridimensionais. Uma das principais funções desses novos chips gráficos é a aplicação de texturas sobre polígonos localizados no espaço tridimensional, tendo em conta a quantidade de luz, correção de perspectiva e outros factores complexos que, de outra forma, ocupariam muito tempo do processador. Graças a estes novos chips gráficos (que também aceleram os gráficos 2D), o processador pode ficar ocupado com os cálculos das coordenadas tridimensionais dos elementos da imagem, deixando o trabalho de preenchimento de cores e texturas para o chip gráfico. Com isso, a velocidade de geração das imagens é bem maior.
Exibição de vídeo, saída para TV e captura de vídeo
Muitas placas de vídeo modernas são capazes de exibir imagens provenientes de uma câmara ou VCR, sintonizar emissoras de TV e digitalizar as imagens provenientes dessas fontes, armazenando-as em arquivos.
avatar
midller
Administrador
Administrador

Mensagens : 81
Pontos : 3089
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/05/2010
Idade : 29
Localização : Feira de Santana

Ver perfil do usuário http://www.starlinedown.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Conhecendo um pouco sobre Placa de Video

Mensagem por midller em Qui Jul 15, 2010 2:15 pm

avatar
midller
Administrador
Administrador

Mensagens : 81
Pontos : 3089
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/05/2010
Idade : 29
Localização : Feira de Santana

Ver perfil do usuário http://www.starlinedown.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum